Últimas Notícias

Fique por dentro das novidades

Por LOSAT postado em 20 de outubro de 2015

Uma simples solução caseira, que resolve o problema do amarelado dos faróis

Com um pouco de força de vontade e os materiais corretos, é possível realizar um procedimento 100% caseiro e obter uma grande melhora no aspecto do farol. Com uma lixa d’água de número 1100 (encontrada em casas especializadas em lanternagem e pintura), massa de polir, estopa, um pano seco e limpo e água, o procedimento já pode ser realizado.

Primeiramente, molhe o farol para que a lixa faça efeito. Após molhar, lixe e continue atento se a superfície se encontra molhada. Ao perceber que o local começa a secar, molhe novamente para não perder o efeito da lixa. Após lixar durante aproximadamente 10 minutos toda a área do farol, chega a hora de secar. Não se preocupe, o aspecto ficará embaçado, mas essa é a dica que tudo ocorreu normalmente.

Após a secagem, aplique a massa de polir no farol e com a estopa, esfregue com força. Assim, a massa entra em atrito com a sujeira e a retira. Após esfregar, lave e veja se o resultado ficou com o esperado. Se não ficar satisfeito, faça novamente o processo da massa de polir mais a estopa até que se alcance a transparência correta.

Fonte: Portal Terra

Por LOSAT postado em 05 de novembro de 2015

Motorista deve evitar usar marcas de pneus diferentes!

Você já deve ter passado pela situação de ter um pneu furado e precisar comprar outro para colocar no lugar. Ao ver os preços, decidiu por um mais barato e de marca diferente da sua para economizar. Fique atento, essa atitude pode alterar o comportamento dinâmico do carro.
Cada marca tem um modelo de pneu e cada pneu tem diferença em seu desenho e construção. Por conta disso, usar dos pneus de marcas diferentes é prejudicial para o automóvel, explica José Carlos Quadrelli, Gerente Geral de Engenharia de Vendas da Bridgestone. “Cada modelo e medida de pneu têm diferenças de desenho e construção que fazem com que seu comportamento seja diferente. A utilização de pneus diferentes no veículo acaba por desequilibrar o conjunto, influindo no comportamento e na dirigibilidade”, diz Quadrelli.
O especialista da Bridgestone alerta também para o rodízio de pneus. “É por isso que se recomenda que todos os pneus do veículo sejam da mesma marca e modelo e que estejam no mesmo nível de desgaste. Daí a importância do rodízio, que acaba equilibrando o desgaste dos quatro pneus”, observa.

“A diferença de desgaste ou desenho entre os pneus pode gerar diferenças de tração e frenagem, tanto no seco quanto no molhado, que podem causar instabilidades que serão maiores ou menores dependendo de vários fatores como a profundidade dos sulcos, velocidade e carga, por exemplo. Não sendo possível o uso de pneus idênticos em todo o veículo, uma solução mais segura é de ter pelo menos no mesmo eixo pneus de mesma marca e modelo e com diferença de desgaste não superior a 3 milímetros entre estes” completou.

Mesmos tamanhos na dianteira e traseira

As dimensões dos pneus devem seguir as recomendações da montadora. Em quase todos os modelos as fábricas permitem uma variação de tamanho, tanto no diâmetro do aro quanto na espessura. Porém, mesmo quando for permitido colocar aro 15 em carro que saiu de fábrica com aro 14, por exemplo, é preciso fazer a troca das quatro peças ao mesmo tempo.

“Pneus de dimensões diferentes não devem ser montados no mesmo veículo, a não ser em casos nos quais o veículo já vem de fábrica com medidas diferentes nos dois eixos, como ocorre com alguns modelos esportivos”, afirmou Quadrelli.

Fonte: Porta Terra

Por LOSAT postado em 05 de janeiro de 2016

"Bloqueadores, rastreadores e localizadores são alguns dos equipamentos de segurança mais eficazes na prevenção a furtos e roubos".

Com a ajuda da Federação Nacional de Seguros Gerais (FenSeg), EXAME.com listou as principais medidas preventivas contra roubos e furtos de veículos. Confira a seguir.
1) Use o bom senso ao escolher um local para estacionar
É dispensável dizer que deixar o carro em um estacionamento fechado é sempre a melhor opção para evitar os furtos e roubos. Mas, quando não houver alternativa e for preciso parar o carro na rua, evite lugares ermos e de fraca iluminação. "Estacionar em ruas iluminadas, em frente a prédios com vigias e perto câmeras de segurança pode inibir a ação do ladrão", orienta o diretor executivo da FenSeg, Neival Freitas.

1) Ao estacionar o carro durante o dia, considere como o local pode ser durante a noite. Ruas de comércio, por exemplo, podem ser extremamente movimentadas de dia e muito desertas fora do horário comercial.

2) Não deixe nada dentro do carro, nem mesmo uma sacola vazia
Qualquer objeto pode ser confundido com um item de valor e atrair a atenção do ladrão, até mesmo uma sacola vazia. Suportes de GPS, adaptadores de iPods, carregadores e afins também não devem ficar à vista. Esses acessórios costumam ser vistos como evidências de que o carro pode ter objetos de valor.
Crie o hábito de guardar compras no porta-malas assim que você entrar no carro em vez de deixar para a próxima parada. "Colocar algo no porta-malas depois de estacionar o carro pode atrair a atenção de um criminoso. Ele vai saber que há alguma coisa de valor dentro do carro", afirma Freitas.

3) Não cole adesivos que exponham informações pessoais
"Um adesivo que mostra que o proprietário estuda na faculdade mais cara da cidade pode atrair o ladrão. E um adesivo de um time, por exemplo, pode levar algum torcedor fanático a depredar o carro", afirma Neival Freitas.
Um adesivo feminino também pode indicar ao ladrão que o carro pertence a uma mulher. Se o objetivo for um assalto, essa informação pode incentivar o criminoso a mirar exatamente esse veículo, já que ele pertence a uma vítima mais vulnerável.

4) Não guarde documentos no carro
Boletos bancários, cartões e correspondências podem ser usados pelos ladrões para acessar sua conta ou planejar um roubo à sua casa. A carteira de motorista e o registro do carro também não devem ficar no interior do veículo. Se o carro for levado, em posse dos documentos, os criminosos podem ter mais facilidade para vender e usar seu veículo.

5) Certifique-se de que o carro foi trancado
É evidente que deixar o carro aberto é um prato cheio para os criminosos, mas esse continua sendo um dos principais equívocos cometidos por motoristas. Mesmo em uma parada rápida, em um posto, padaria ou uma banca, é muito importante trancar o carro e fechar os vidros. Dois minutos são o suficiente para que o criminoso faça a festa. E alguns ladrões ficam de plantão nesses lugares, apenas esperando que os motoristas cometam alguma gafe.

6) Utilize dispositivos de segurança visíveis
Correntes de direção, chaves interruptoras e trancas de direção são alguns dos dispositivos que podem desencorajar a ação do ladrão. E quanto mais visíveis melhor. Eles podem não evitar que um criminoso mais experiente aja, sobretudo se for exatamente o seu carro que está na mira. Mas eles podem ser muito eficientes diante de ladrões casuais e mais oportunistas.

7) Utilize equipamentos modernos de segurança
Bloqueadores, rastreadores e localizadores são alguns dos equipamentos de segurança mais eficazes na prevenção a furtos e roubos. O bloqueador, em uma tentativa de furto, bloqueia a ignição ou a bomba de combustível e informa por meio de um alarme o telefone da empresa de monitoramento, para que cheguem na central informações sobre o furto.
O localizador informa onde o carro está localizado a partir do momento que o motorista percebe que ele foi roubado e aciona a central de monitoramento da empresa que vendeu o produto.
E o rastreador, o equipamento mais avançado entre os três, informa ao motorista onde o carro roubado está, tal como o localizador, mas tem a vantagem de permitir a consulta da localização sem a necessidade de ativar a central de atendimento.

8) Evite dizer a manobristas e flanelinhas quanto tempo você irá demorar até retornar
Muitas vezes depois de estacionar o carro, os flanelinhas e manobristas perguntam quanto tempo o motorista vai demorar até voltar ao carro. "O ideal é sempre falar: 'Só vou entregar alguma coisa e já volto'. Se o objetivo for furtar o carro, o ladrão pode desistir ao saber que não terá tempo para agir com tranquilidade", diz o diretor executivo da FenSeg.

9) Cuidado com os "falsos mecânicos"
O golpe do "falso mecânico" pode acontecer de duas maneiras. A primeira ocorre quando o ladrão faz alguma "gambiarra" no carro para que o dono tenha problemas ao tentar dar a partida. Pouco tempo depois, ele "cai do céu", apresenta-se como um mecânico e aproveita a situação para roubar o veículo, objetos, dinheiro, etc.
No outro tipo de estratégia, o ladrão se aproxima do motorista para informá-lo sobre um suposto defeito e diz que pode ajudá-lo a consertar. Ao encostar o veículo, o criminoso conclui sua ação.
Se na partida o carro enguiçar, tranque-o, coloque o triângulo e procure assistência especializada. E se alguém sinalizar um defeito quando o veículo estiver em movimento, deixe para estacionar em um posto de gasolina, ou em uma base da polícia. Não aceite ofertas de assistências que você não pediu.

10) Evite deixar a chave com lavadores e vigias de estacionamento
Nem sempre é possível, mas procure evitar ao máximo entregar suas chaves para manobristas e lavadores. Eles podem fazer cópias rapidamente, sem a menor chance de o proprietário perceber.

11) Não namore dentro do carro, principalmente à noite e em lugares desertos
Essa dica pode ser muito óbvia, mas ainda hoje parece não ser seguida muito risca. A orientação está entre as principais sugestões de prevenção a roubos de veículos da Polícia Militar de São Paulo.

12) Se for transitar por locais desconhecidos, planeje seu itinerário
Caminhos desconhecidos podem levar o motorista a entrar em locais perigosos, reduzir a velocidade e ficar menos atento a uma eventual investida dos ladrões. Antes de ir até um lugar que você nunca foi antes, pesquise qual trajeto será feito, mesmo se estiver sendo guiado por um GPS.

13) Em semáforos mantenha-se distante do carro da frente
Mantenha sempre uma distância segura entre o seu veículo e o carro da frente quando o semáforo fechar. Você terá mais visibilidade e espaço caso seja necessário arrancar o carro repentinamente.
Quando possível, apenas reduza a velocidade ao se aproximar do semáforo, sem parar o carro por completo e mantenha a primeira marcha engatada. Se um ladrão se aproximar, você conseguirá avançar com mais facilidade.

14) Antes de entrar na sua garagem, fique atento ao seu redor
Ao chegar em casa, antes de entrar na garagem, preste atenção na rua, nas calçadas e nas esquinas. Muitos sequestros acontecem exatamente quando o motorista está chegando em casa. Se você notar alguma pessoa com comportamento suspeito, dê mais uma volta e informe a polícia.

Fonte: Site Quatro Rodas