Últimas Notícias

Fique por dentro das novidades

Por LOSAT postado em 05 de novembro de 2015

Motorista deve evitar usar marcas de pneus diferentes!

Você já deve ter passado pela situação de ter um pneu furado e precisar comprar outro para colocar no lugar. Ao ver os preços, decidiu por um mais barato e de marca diferente da sua para economizar. Fique atento, essa atitude pode alterar o comportamento dinâmico do carro.
Cada marca tem um modelo de pneu e cada pneu tem diferença em seu desenho e construção. Por conta disso, usar dos pneus de marcas diferentes é prejudicial para o automóvel, explica José Carlos Quadrelli, Gerente Geral de Engenharia de Vendas da Bridgestone. “Cada modelo e medida de pneu têm diferenças de desenho e construção que fazem com que seu comportamento seja diferente. A utilização de pneus diferentes no veículo acaba por desequilibrar o conjunto, influindo no comportamento e na dirigibilidade”, diz Quadrelli.
O especialista da Bridgestone alerta também para o rodízio de pneus. “É por isso que se recomenda que todos os pneus do veículo sejam da mesma marca e modelo e que estejam no mesmo nível de desgaste. Daí a importância do rodízio, que acaba equilibrando o desgaste dos quatro pneus”, observa.

“A diferença de desgaste ou desenho entre os pneus pode gerar diferenças de tração e frenagem, tanto no seco quanto no molhado, que podem causar instabilidades que serão maiores ou menores dependendo de vários fatores como a profundidade dos sulcos, velocidade e carga, por exemplo. Não sendo possível o uso de pneus idênticos em todo o veículo, uma solução mais segura é de ter pelo menos no mesmo eixo pneus de mesma marca e modelo e com diferença de desgaste não superior a 3 milímetros entre estes” completou.

Mesmos tamanhos na dianteira e traseira

As dimensões dos pneus devem seguir as recomendações da montadora. Em quase todos os modelos as fábricas permitem uma variação de tamanho, tanto no diâmetro do aro quanto na espessura. Porém, mesmo quando for permitido colocar aro 15 em carro que saiu de fábrica com aro 14, por exemplo, é preciso fazer a troca das quatro peças ao mesmo tempo.

“Pneus de dimensões diferentes não devem ser montados no mesmo veículo, a não ser em casos nos quais o veículo já vem de fábrica com medidas diferentes nos dois eixos, como ocorre com alguns modelos esportivos”, afirmou Quadrelli.

Fonte: Porta Terra